segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Sem atendimento, população de Matões do Norte ameaça interditar BR 135


A suspensão do atendimento de ortopedia e traumatologia no Hospital Geral Tarquínio Lopes Filho, no município de Matões do Norte, revoltou a população.
A unidade hospitalar foi inaugurada em janeiro de 2014 com objetivo de ser referência no tratamento de traumas e cirurgias emergenciais para 14 municípios da região e diminuir a transferência de pacientes para São Luís.
Diante da decisão descabida do governo do Estado, a população que depende do atendimento no Hospital Geral de Matões do Norte está organizando um protesto na BR 135 para os próximos dias. Os moradores querem um posicionamento do Governo do Maranhão e o retorno dos atendimentos no hospital, caso contrário vão obstruir a via.
Com a suspensão dos atendimentos na área de traumatologias do Hospital Geral de Matões do Norte, foram prejudicadas a população dos municípios de Cantanhede, Pirapemas, Miranda do Norte, Arari, Vitória do Mearim, Anajatuba, Itapecuru-Mirim, Presidente Vargas, Nina Rodrigues, São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos, Vargem Grande e Belágua. 
Os pacientes desses municípios estão sendo transferidos aos hospitais da capital, o que causa revolta e indignação aos moradores da região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário