quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

MINISTRA CÁRMEN LÚCIA: A SOCIEDADE NÃO ACREDITA MAIS NAS INSTITUIÇÕES.


Senhora ministra do STF, a população não acredita mais nas instituições, sejam elas do judiciário, executivo, legislativo e Ministério Público.

E quando me refiro ao Ministério Público estou falando do Ministério Público Estadual.

O Ministério Público é responsável, perante o Poder Judiciário, pela defesa da ordem jurídica e dos interesses da sociedade e pela fiel observância da Constituição (das leis). (art. 127, CF/88).
Alguns MP estaduais, hoje, são meras secretarias de estado do governo de plantão.

Por quê? Porque são estruturados dessa maneira pelos seus próprios integrantes, preocupados mais com os lucros financeiros e de poder do que o cumprimento de sua função.
A maneira como se elegem hoje os Procuradores gerais e um exemplo disso.

Em Sergipe, por exemplo, e o governador que determina quem ocupará o cargo.
Imagine, está tudo dito, o cargo de Procurador-Geral passa pelas mãos do chefe do executivo estadual, assim como o cargo de Ministro do STF passa pelas mãos do Presidente da República.
Desta maneira, tanto a nível estadual como nacional as nomeações são feitas a dedo, não há um concurso para determinar quem está qualificado e quem não.

Outro exemplo, em Sergipe, faz alguns meses foi nomeado um determinado promotor publico para o cargo de procurador de justiça, não por mérito e sim por indicação do governador.
Se fosse por mérito, outros promotores teriam que ter sido contemplados, até pela antiguidade.
A partir deste conceito de seleção podemos arguir que está tudo errado, essa nomeação criou uma dependência com quem o indicou.

Por tanto Ministra, vendo esses exemplos no dia a dia, a população já não acredita no MPE nem na justiça.
Sem falar, claro, dos salários e condições de trabalho ESPECIAIS para promotores, juízes e procuradores.

Vamos falar de uma: férias duas vezes por ano. Por quê? O trabalhador que com seus impostos paga esses salários enormes não tem esse direito.
Por que é que a maioria dos advogados recém formados tentam passar no concurso para juiz ou promotor?
Simples, as regalias e os salários.

De esta maneira, os promotores e juízes assim nomeados dificilmente possam ser “imparciais” em algum processo que envolva o estado ou o próprio MPE ou algum de seus integrantes.

O povo cansou Ministra de ser testemunha de abusos, arbitrariedades, ilegalidades, cometidas por estes agentes públicos, sem que ninguém possa reclamar.
Se reclamar, já sabe. E processo na certa, perseguição, telefone grampeado.

E isso que vocês integrantes do judiciário e MPE precisam entender, queremos mudanças profundas.
O legislativo e outro antro de perdição, para que precisamos de tantos senadores e deputados?
Por que esses salários altíssimos?
Por que um senador na Suécia pode viver com menos da metade do que se gasta para sustentar um senador no Brasil?
Se a senhora conseguir responder todas estas questões, pode ter certeza que a população vai lhe seguir.

Caso contrário Ministra, pode esperar uma explosão social como nunca se viu no Brasil.

O povo cansou, e cansou mesmo, não tem volta, verás que um filho teu não foge a luta.


O POVO QUER MUDANÇAS PROFUNDAS E NÃO LERO LERO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário